O Que é Vulva e o Que é Vagina? Qual a Diferença?

1.1k 0
Vulva
()

Tópico: Vulva e Vagina

Diferentemente do que ouvimos por aí, vagina não é sinônimo de órgão genital feminino. 

Na realidade, o termo correto é vulva. 

Vagina e vulva não são a mesma coisa, mas, dois termos distintos sobre o complexo sistema genital feminino. 

Afinal, o que é vulva e o que é vagina? Qual a diferença? Saiba tudo no post de hoje! 

O que é vulva?

Vulva é formada basicamente pelos órgãos genitais externos:

  • Grandes lábios
  • Lábios menores
  • Clitóris, um pequeno órgão formado por tecido erétil

O clitóris é a sede do prazer sexual da mulher. 

É um pequeno órgão erétil constituído por uma glande e um corpo com estruturas cavernosas. 

Localizado acima da abertura vaginal e da uretra.

Dentro dos pequenos lábios encontra-se o vestíbulo vulvar, e a existência de dois orifícios: o uretral (a saída da uretra) e o vaginal.

A evolução da vulva

Antes da puberdade, a vulva não tem pelos, os grandes lábios podem ser volumosos enquanto os lábios menores são pouco desenvolvidos. 

Contudo, com o início da adolescência e durante todo o período fértil da mulher, o pelo cresce e os lábios desabrocham. 

Outras mudanças significativas podem ocorrer, principalmente após o parto.

Na menopausa, o envelhecimento e a queda repentina do estrogênio levam à atrofia da derme e da epiderme, à redução das fibras elásticas e à diminuição da hidratação da cútis e do sebo. 

Estas manifestações relacionadas à idade causam – a longo prazo e sem tratamento – atrofia dos lábios maiores e menores, secura vaginal, aparecimento de irritação, coceira, relação sexual dolorosa e um maior risco de infecções urinárias e sexuais.

Como cuidar da sua vulva

Aqui estão algumas dicas importantes para cuidar da sua vulva e protegê-la no dia a dia:

  • Opte por um sabonete líquido adequado

A maioria dos sabonetes e géis de banho vendidos no mercado tem uma composição e um pH muito agressivos (pH básico entre 9,5 e 11) para esta área sensível da nossa anatomia. 

É melhor usar um gel de limpeza íntima com um pH que gire em torno de 4, para respeitar os atributos naturais de defesa da região íntima, conservando o seu pH equilibrado.

  • Escolha roupas apropriadas

Roupas muito apertadas como o jeans skinny podem causar atritos desagradáveis que irritam a vulva e danificam as membranas da mucosa. 

Da mesma forma, certos materiais sintéticos como lycra, poliéster ou elastano devem ser evitados, pois tendem a sufocar a vulva o que promove a maceração e a proliferação de micoses. 

É melhor optar por roupas íntimas de algodão, que são mais respiráveis, para afastar o risco de infecção e irritação. 

  • Os pelos pubianos são aliados

Os pelos pubianos são importantes porque se tornam uma barreira natural para manter as áreas íntimas limpas, reduzir o contato com vírus e bactérias e proteger a pele muito delicada da região. 

Eles não apenas protegem ativamente de doenças e problemas de pele, mas também impedem que partículas estranhas, como poeira e bactérias patogênicas, entrem no corpo, além de ajudar a controlar a umidade da área – reduzindo as chances de infecções fúngicas, como a cândida.

Portanto, ao retirar os pelos pubianos completamente, automaticamente se coloca em maior risco de contrair DSTs.

Além disso, ao se depilar você irrita e inflama os folículos capilares, deixando feridas abertas microscópicas. 

E, quando essa irritação combina com o ambiente quente e úmido dos genitais, você cria um terreno muito fértil para patógenos bacterianos.

O que é a vagina?

A vagina, faz parte do sistema reprodutor feminino, é um conduto (uma espécie de túnel) que liga o útero à parte externa do corpo. 

Permite a penetração do pênis durante a relação sexual, graças à lubrificação pelas membranas mucosas de suas paredes, bem como o acesso dos espermatozoides ao útero através de sua extremidade superior. 

O sangue menstrual flui através da mesma abertura estreita que permite a passagem do esperma: o colo do útero. 

Em seguida, desliza ao longo das paredes da vagina. 

Estes são elásticos para se adaptarem ao pênis, mas sobretudo à passagem do bebé durante o parto.

Qual a profundidade da vagina?

A vagina tem a forma de um tubo flexível, e em média, a profundidade da vagina fica entre 8 e 12 centímetros. 

Esta medida pode variar de uma mulher para outra, dependendo em particular do seu tamanho e peso. 

A vagina não é uma cavidade rígida: é feita de fibras elásticas. 

A sua profundidade pode aumentar durante o sexo, devido à excitação sentida e aos hormônios liberados pelo corpo.

A vagina e o hímen

O hímen separa a vagina da vulva. 

Símbolo da virgindade, é uma pequena prega de mucosa de forma e espessura variáveis, mas, geralmente, com menos de um milímetro.

Pode acontecer que ele se rompa durante a prática de certos tipos de esportes ou com o uso de absorventes internos. 

Em geral, no entanto, ele se decompõe durante a primeira relação sexual, o que explica por que algumas mulheres experimentam perda de sangue.

A flora vaginal

Este termo indica a flora bacteriana localizada no líquido que cobre as paredes da vagina. 

Essas bactérias desempenham um papel protetor essencial. 

Eles preservam um pH dentro da vagina, o que impede o desenvolvimento de doenças como micoses. 

Limpar o interior da vagina pode causar inúmeros transtornos, ao eliminar essas bactérias protetoras.

A vagina durante a relação sexual

Durante a relação sexual, a vagina é suprida com sangue e produz secreções como resultado da excitação. 

À medida que o orgasmo se aproxima, o volume da vagina diminui em cerca de 30%, e os músculos se contraem. 

O pênis é assim “sugado” para dentro da vagina. 

Essas contrações também ocorrem no útero, o que facilitará a passagem dos espermatozoides.

Orgasmo vaginal

Atualmente já sabemos que tanto a vagina quanto o clitóris desempenham um papel no orgasmo feminino. 

O clitóris é o ponto de partida do orgasmo, que é então produzido na vagina. 

O que é um orgasmo vaginal puro? 

Seria causado apenas pela estimulação da vagina e não do clitóris – quando se atinge o famoso ponto G.

Algumas posições permitem maior pressão do pênis contra este ponto G. 

No caso de um orgasmo intenso, um líquido claro pode ser expelido da uretra, não da vagina. 

O que chamamos de ejaculação feminina.

Como cuidar da sua vagina

Aqui estão algumas recomendações úteis para proteger sua vagina de infecções e cuidar dela diariamente:

  • Esqueça a ducha

Esta prática de lavar o interior da vagina com um jato de água é inútil e perigosa. A vagina foi projetada para se limpar automaticamente com as suas secreções naturais.

Ademais, contém boas bactérias que a protegem que, se “perturbadas”, podem causar infecções – como vaginose bacteriana, cândida e várias inflamações. 

  • Não hesite em usar cremes íntimos

De acordo com um estudo encomendado pelo laboratório da Pfizer, quase 40% das mulheres sofrem de desconforto e secura vaginal.

Para contornar este problema, existem cremes e géis íntimos especialmente formulados para hidratar as paredes vaginais e as mucosas. Estes produtos melhoram consideravelmente a lubrificação vaginal e limitam a sensação de aperto e secura. 

  • Consuma probióticos

Se você sentir coceira, irritação ou infecções fúngicas regularmente, vale a pena optar pelo consumo regular de probióticos. 

Na verdade, lactobacilos, são boas bactérias que protegem nossa vagina. Ao aumentar o nível destes em nosso corpo, reequilibramos a flora vaginal e limitamos o risco de infecção.

Considerações finais

Muitas vezes pensamos que vagina e vulva são sinônimos, ignorando o fato de serem duas estruturas anatômicas diferentes. 

A verdade é que essa parte fundamental da anatomia feminina é um assunto que merece mais atenção e esclarecimentos. 

Afinal, é preciso estar cientes que a jornada em busca do autoconhecimento passa, necessariamente, pela compreensão aguçada do próprio corpo. 

Ampliar o entendimento sobre a vagina é, portanto, empoderador, trazendo reflexos para qualidade de vida e para a autoestima da mulher.

Gostou do post de hoje sobre o que é vulva e o que é vagina? Me diga nos comentários abaixo. E, se tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência deixe nos comentários abaixo – a sua opinião é muito importante para nós.

Não se esqueça de compartilhar este texto em suas redes sociais. Até a próxima.

Quer Apimentar O Seu Relacionamento?

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pelos departamentos e categorias. Nós possuímos uma infinidade de produtos de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto, pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

E, oh, aqui no Blog da Apimentou nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado à nossa vida sexual.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixe um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode enviar a alguém que você queira ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todos os dias tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no YouTube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Marcela Costa

Oie! Eu sou a Marcela Costa e sou expert em produtos sensuais e eróticos e estudiosa no tema sexualidade, bem-estar e saúde íntima. Nesta coluna, desenvolvo posts sobre estes temas para ajudar a todos que queiram ler e tirar suas dúvidas. Caso tenha uma dúvida ou sugestão de pauta, envie email para: [email protected], A/C. Marcela Costa, que terei prazer em responder. : )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *