BDSM! Tudo, mas tudo mesmo, que você sempre quis saber…

300 0
bdsm
()

Tópico: BDSM

BDSM, um universo ainda cercado de tabus e repleto de dúvidas sobre sua prática e seus limites.

Mas você sabe exatamente o que é BDSM?

O moralismo, que domina nossa sociedade há séculos, tem criado inúmeros preconceitos sobre o tema BDSM ao longo dos anos, levando, muitas vezes, as pessoas que o praticam a vivê-lo na clandestinidade.

Mas, se você deseja se aproximar deste universo, a meta é: depois de ter estabelecido papéis de forma totalmente consensual e consciente, empurrar os seus limites até um certo limiar de resistência e tentar alcançar o prazer explorando limiares que vão além da forma tradicional de vivenciar a sexualidade.

Confira no post de hoje, tudo sobre o BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) e desbrave esse universo.

O que é BDSM?

BDSM significa: Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo.

É uma sigla que se espalhou nos Estados Unidos em meados da década de 1980 para indicar um conjunto de jogos eróticos e inclinações sexuais baseados em alguns elementos, em particular:

  • Dor;
  • Desequilíbrio de poder entre os parceiros que optam por esta prática: a submissa deve ser dominada;
  • Dominação de outra pessoa durante o sexo;
  • Submissão total a outra à pessoa.

Pessoas que praticam BDSM são indivíduos que querem apenas experimentar algo novo em sua forma de vivenciar a sexualidade.

O BDSM nem sempre tem um propósito sexual, logo você não precisa, necessariamente, atingir o orgasmo.

O objetivo é alcançar um sentimento de satisfação mental, pois submeter o parceiro à sua vontade (mesmo infligindo dor) causa excitação e prazer.

BDSM: Por que isso causa prazer mental?

Ao contrário da sensação que o BDSM causa na opinião comum, os casais que o praticam têm uma ligação incrível, e muitas vezes se comunicam muito melhor do que outros casais considerados “normais”.

Mas o que, então, desencadeia o prazer?

De maneira geral, a dinâmica que se estabelece entre quem domina e quem submete é a chave de tudo.

O dominador fica satisfeito com seu papel, que lhe permite ter o máximo de “liberdade” com a sua submissa.

Quem sofre a dominação, por outro lado, gosta de poder satisfazer plenamente o gozo de quem está do outro lado.

O BDSM não é apenas dor: a submissa também recebe presentes em termos de mimos e ternura depois de ter feito exatamente o que seu mestre lhe pediu.

BDSM: como funciona?

Aqueles que praticam o BDSM são pessoas que têm plena consciência do que desejam e de como alcançá-lo, principalmente no que diz respeito ao prazer.

Um relacionamento BDSM envolve papéis, que são decididos desde o início.

Existe uma pessoa que domina e uma submissa.

Quem escolhe as duas funções é chamado de switch, e é intercambiável.

A regra principal para começar com o BDSM é que haja consentimento de ambos os lados: ninguém é obrigado a fazer o que considera muito agressivo ou humilhante, e geralmente é estabelecido desde o primeiro momento o que se gosta, e o que não se está absolutamente disposto a fazer.

Muitos escolhem uma palavra de segurança para dizer e interromper determinado ato que desagrade.

Para que a diversão realmente aconteça, é necessária uma palavra-chave.

Ela é usada principalmente por razões de segurança.

Se um limite for excedido, e o Sub não conseguir suportar a dor, ele pode chamar a palavra-código e o jogo termina imediatamente.

BDSM: os conceitos básicos

O mundo do BDSM tem sua própria linguagem.

Portanto, antes de começar, é preciso conhecer alguns conceitos básicos.

Resumimos os mais importantes para você:

  1. Bondage:  amarrar o parceiro ou deixar-se amarrar.
  2. Disciplina: desobediência seguida de punição.
  3. Domínio: o exercício do poder.
  4. Submissão: doar-se voluntariamente ao poder de seu parceiro.
  5. Sadismo: quando você inflige dor ao seu parceiro e se diverte.
  6. Masoquismo: sentir prazer a partir da dor e/ou do seu próprio sofrimento.
  7. Dom: o parceiro dominante que domina durante os jogos BDSM.
  8. Sub: o Sub se submete ao dominante e obedece às regras.
  9. Switch: alguém que gosta de alternar entre papéis submissos e dominantes.

O BDSM é versátil.

Portanto vale a pena examinar as letras individualmente.

Confira a seguir:

B de Bondage

Bondage representa a arte da submissão.

A liberdade de movimento do Sub é limitada a tal ponto, que ele não pode realizar certas ações.

Por exemplo, usar as mãos ou sair do quarto. As algemas são empregadas com mais frequência para esse fim.

Bondage com algemas

Cabe a você decidir se suas algemas devem ser cobertas com pelúcia ou couro. Se estiver usando algemas com chave, assegure-se de que a chave esteja sempre ao alcance.

Bondage com roupas

Você quer amarrar as mãos do seu parceiro, mas não tem uma corda? Então experimente usar meia-calça ou sutiã. Você também pode usar uma gravata. Certifique-se de que pode afrouxar o nó facilmente, senão terá que cortar a roupa no final da brincadeira.

Bondage de tecido

Talvez uma toalha? Ou a meia-calça no chão do quarto? Basta pegar o que você tem em mãos. A vantagem do tecido é que geralmente é mais macio do que uma corda ou algemas. Você ficará surpreso com os objetos Bondage que sua casa pode lhe oferecer.

Bondage com cordas

Em lojas especializadas, como por exemplo na Apimentou Marketplace, você encontrará muitas cordas diferentes. Preste atenção à metragem. Nada é mais frustrante do que uma corda de bondage muito curta.

Não importa como queira realizar o bondage, assegure-se sempre de que a segurança está garantida.

E novamente: tesouras ou chaves devem estar sempre à mão.

Duo 4 - Mordaça Bastão E Algema Traseira
Duo 4 - Mordaça Bastão E Algema Traseira - (Disponível em nossa Loja - Clique para comprar).
Veja abaixo algumas ideias sobre o que você pode fazer com sub:

1. Comece Com Uma Carícia Suave

Com as mãos, uma pena ou escova de cabelo… Não há limites para a sua imaginação, faça o que quiser.

2. Use Vendas

Quando o parceiro não vê mais nada, cada toque seu se torna uma surpresa. Construa o suspense e não o deixe saber o que vem a seguir.

3. Hora da Massagem

Seu parceiro está amarrado e imóvel aos seus pés, portanto você definitivamente deve tirar vantagem disso. Faça nele uma massagem suave, toque nos lugares onde você sempre quis e saboreie todas as suas partes.

Mime seu Sub com uma massagem e continue levando-o à beira do orgasmo, mas não o deixe gozar. Isso o deixará louco – e ele não pode fazer nada a respeito.

Quando já tiver brincado o suficiente, pode finalmente permitir que ele goze. Você decidirá. E uma coisa é certa: a pessoa nunca mais se esquecerá desse orgasmo!

4. Alimente seu Parceiro

O amor também passa pelo estômago, e pode ser muito sensual. Pequenos pedaços de fruta com chocolate ou um copo de espumante proporcionam uma boa antevisão. Cuidado com o álcool. Afinal você quer se manter sóbrio(a) durante a sessão.

5. Mostre-se

Seu par está amarrado e não pode se mover? É hora de um show realmente quente! Deixe-o assistir à sua exibição, ele vai enlouquecer.

6. Dor Intensa de Prazer (Se vocês dois realmente quiserem)

O jogo está a todo vapor, então é hora de dar o próximo passo. Adicione dores de prazer ao seu par. Por exemplo, com um chicote, ou aplicando choques elétricos (leves), se ambos gostarem.

Atenção:

Bondage não tem necessariamente a ver com dor. Dê este passo apenas se ambos gostarem.

Se você está com medo do risco de ferir-se ou acha que a submissão, em geral, pode ser um passo muito grande, temos uma alternativa mais branda para você: acorrente seu parceiro com palavras.

Instrua-o a não usar certas partes do corpo: ele não pode se opor, e só se moverá novamente quando você permitir.

Isso pode ser muito “suave” em comparação a cordas e cabos.

Mas experimente… Você verá que a “submissão verbal” tem seu charme particular.

Os usuários avançados de BDSM definitivamente também podem experimentar.

D de Disciplina

A disciplina na submissão é a educação de um(a) submisso(a) (chamado também de Sub).

Portanto o D de Disciplina pode ser lido como D de Dominância.

E o Dom é quem determina as regras e penalidades para as violações dos próprios regulamentos.

Portanto, a disciplina é um fator importante na relação de poder entre Dom e Sub – essencial do BDSM.

Temos algumas sugestões para você:

Pedidos possíveis:

  • Espere por mim em casa… Nua!
  • Tire a roupa!
  • Me lamba!
  • Feche seus olhos!

Punições possíveis:

  • Limpar o banheiro …. nua!
  • Três chicotadas nas costas.
  • Uma semana sem sexo.
  • Sexo todos os dias durante uma semana.

Recompensas possíveis:

  • Beijar.
  • Presentes.
  • Um gole de champanhe.
  • Massagem.
  • Orgasmo.
D de Dominação, e S de Submissão

Essas duas letras do BDSM estão interligadas, uma não pode viver sem a outra.

Afinal é preciso um dominante e um submisso.

O Dom é quem dirige o Sub, determina suas ações, recompensa ou pune.

O exercício do poder sexual pode ser muito erótico, mas isso não significa que ele não se esconda atrás de algumas chicotadas.

O Dom, se quiser, pode dar a tarefa ao Sub para chicoteá-lo.

Um Sub não é apenas uma vítima, ele quer ser obediente e exige o domínio pelo seu par.

A confiança é um pré-requisito absoluto para BDSM, e uma palavra-chave de segurança pode ser usada para parar o jogo imediatamente.

No BDSM suave, não é incomum para ambos os parceiros trocarem os papéis do Dom e do Sub e tentarem o que os diverte mais.

Usuários avançados de BDSM geralmente já encontraram sua função e não mudam mais.

Domínio e submissão geralmente já estão estabelecidos na vida sexual.

Frequentemente, durante o sexo, já existe uma parte mais ativa (dominante) e passiva (devota).

Algemas Mãos E Pernas
Algemas Mãos E Pernas - (Disponível em nossa Loja - Clique para comprar).
Além disso, existem várias maneiras de assumir o comando na cama. Aqui estão alguns exemplos:

Dê Ordens ao Seu Par

Repreenda seu parceiro se ele não for obediente. Se ele ainda não aprendeu, precisa de uma punição.

Ofereça Dores de Prazer

Decida por quanto tempo e com qual intensidade deseja torturar o/a Sub. Desobedeceu de novo depois que você o/a chicoteou? Use a palmatória um pouco mais grossa.

Domine o/a Sub Fisicamente

Arranhe, morda suavemente ou puxe seu cabelo – não precisa ser violento. O principal é que ele precisa saber quem é o chefe.

Domine o/a Sub Também Verbalmente

Diga ao Sub o que espera. Sem “por favor” e “obrigado”. Ele/Ela tem que obedecer porque você tem a palavra.

Fale Sujo (conversa suja)

Sem timidez! “Dirty Talk” é seu nome do meio de agora em diante.

Você é o Chefe

Ou seja, o Sub pede sua permissão para tudo o que deseja fazer. Ao contrário, você pode decidir se quer fazer isso com ele/ela, se quiser. Decida quando o sexo começa e quando termina.

Claro, também é decidido quando e se o Sub terá um orgasmo.

Deixe-o gozar se este tiver se comportado bem. Mas não faça disso um hábito.

Em todos os jogos divertidos, o jogo termina exatamente quando a palavra de segurança é chamada.

Confiança e respeito são a base do BDSM. Nunca exceda o limite da dor.

Afinal, existem muitas outras maneiras de dominar.

S De Sadismo, M De Masoquismo

Sadismo é o desejo de infligir dor aos outros, enquanto masoquismo é o desejo de receber dor infligida por outro, porém essa dor nem sempre precisa ser física.

Dor física:

  • palmada;
  • morder;
  • pitada;
  • arranhar.

Dor mental:

  • ofender;
  • humilhar;
  • causar ciúme.

Se você acha o sadismo excitante, mas ainda não consegue avaliar exatamente quanta dor uma chicotada pode causar, experimente primeiro em você mesmo.

Assim você aprenderá a avaliar sua força e a ser capaz de se responsabilizar por seu parceiro.

Spanking

No sadomasoquismo, tudo é possível. Mordendo, espancando, coçando. Você pode fazer praticamente qualquer coisa com seu parceiro, desde que ele concorde.

Além de chicotadas, o spanking é um jogo muito popular.

Spanking basicamente significa surra.

No passado isso significava principalmente palmadas nas nádegas.

No entanto também existem muitas outras partes do corpo onde um instrumento/objeto BDSM pode causar formigamento.

Dica De Compra Para Comprar Melhor E Mais Barato!

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pelo departamento BDSM. Nós possuímos uma infinidade de produtos para BDSM de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto, pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

Se você sentir vontade de bater, há alguns pontos que você deve considerar:
  1. Selecione o local correto. Assim você pode bater confortavelmente em seu Sub.
  2. Comece devagar. Inicie com tapinhas curtos e suaves e aumente gradualmente a intensidade dos golpes. Desta forma, você pode avaliar os limites e aprender a jogar.
  3. Inicialmente, bata apenas com a mão. Lembre-se sempre de que a dor pode ser divertida para vocês dois.
  4. Se você quiser usar um objeto para seus jogos de surra, comece com a mão. A pele “aquecida” tolera melhor a dor e o Sub pode se adaptar ao que o espera.
  5. Faça pausas. Por exemplo, você pode fazer uma pausa de cinco minutos após cinco toques. A pausa pode então ser preenchida com movimentos mais suaves. A variação também é boa para surras e aumenta o suspense.
  6. Escolha uma posição em que tenha o máximo possível de contato com o corpo. Por exemplo, você pode colocar o Sub de joelhos ou de pé.
  7. A sensibilidade é especialmente importante para surras. Observe as reações do seu par. Se você acha que ele está perdendo o senso de diversão, vá mais devagar.

A primeira vez é emocionante. Mas, como Dom, é você quem detém o poder.

Portanto certifique-se sempre de que a diversão é boa para vocês dois.

E comece com cuidado. Nas primeiras vezes, é imprescindível definir todos os limites.

Considerações finais

Ficou curioso(a) sobre o BDSM?

Se o BDSM é uma prática que vem provocando suas fantasias eróticas há algum tempo e você deseja começar a praticá-la, é bom começar do nível básico.

Estamos falando de submissão suave, como ter seus tornozelos e pulsos amarrados aos pés da cama.

Então, uma vez que você entenda o mecanismo e goste dele, você pode passar para algo mais “hard”, como comprar chicotes e outros itens de um determinado nível.

O BDSM suave não é de forma alguma um nível inferior de BDSM. O foco está na relação entre poder e devoção.

Isso pode ser visto em pequenos gestos, como unhas, que deixam arranhões nas costas.

Ou um pedido específico orientando seu parceiro no caminho do jogo quando, por exemplo, agarrar o cabelo dele e colocar a sua cabeça entre as coxas.

Estes são todos os primeiros jogos suaves com domínio e submissão.

Se você decidir ir mais longe na direção do BDSM, é importante que você defina seus próprios limites – os seus e os de seu parceiro.

Respeito e confiança são especialmente importantes no BDSM.

Experimentem o equilíbrio de poder e descubram juntos até onde vocês querem ir. Nada impede a diversão.

Leve tempo, principalmente, para uma primeira sessão. O BDSM não é uma “rapidinha”, divirta-se.

E o primordial… sempre termine sua sessão com amor!

Quando você “desiste” do seu papel de Dom, não há nada de errado em acariciar o seu par (Sub).

Então, gostou do post de hoje e de saber um pouco mais sobre o mundo BDSM? Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência, deixe nos comentários abaixo para eu saber. A sua opinião é muito importante para nós.

Compartilhe este post em suas redes sociais. E até a próxima!

E, oh, aqui no Blog da Apimentou nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado à nossa vida sexual.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixe um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode enviar a alguém que você queira ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todas as terças, quintas e sábados tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no YouTube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *