Vibrador vicia? Veja os mitos e verdades sobre o tema e como usá-lo de forma saudável

4.6k 0
vibrador-vicia
()

O vibrador é um dos brinquedos adultos mais populares e discutidos na atualidade. Com uma variedade de modelos e funcionalidades, ele é amplamente utilizado para a masturbação e também para apimentar a vida sexual de casais. 

No entanto, há uma série de mitos e preocupações em torno do seu uso, incluindo a ideia de que pode levar ao vício sexual. Há até uma série icônica e memorável no seriado Sex and City em que a Charlotte não quer mais sair do quarto depois que conhece o Rabbit.

Até aí no mundo da ficção tudo é possível, mas e na vida real, será que o vibrador vicia mesmo? Será que existe um limite seguro para o uso do vibrador?

Por isso, hoje vamos explorar alguns mitos e verdades sobre o assunto, bem como a melhor forma de usar os vibradores de maneira saudável e equilibrada.

Mitos e Verdades sobre o vibrador

1 – O vibrador vicia

MITO –  Não há evidências científicas que comprovem que o uso de vibradores leve à dependência física, como ocorre com substâncias químicas. O corpo humano não desenvolve tolerância aos estímulos dos vibradores da mesma forma que reage a drogas viciantes. Mesmo no caso do vício sexual é uma condição complexa que envolve padrões de comportamento sexual compulsivo e prejudicial. O uso de vibradores, por si só, não é suficiente para causar essa condição. Embora não causem dependência física, algumas pessoas podem desenvolver um comportamento compulsivo em relação ao uso de vibradores, similar ao vício em pornografia. Isso pode afetar negativamente suas vidas pessoais e relacionamentos.

2 – O uso frequente do vibrador pode diminuir a sensibilidade genital

MITO –  Este é um mito comum, mas não é necessariamente verdadeiro. Desde que usados de forma responsável, os vibradores não danificam permanentemente os nervos ou diminuem a sensibilidade sexual. Na verdade, muitas pessoas relatam o oposto, afirmando que o uso regular de vibradores aumenta sua sensibilidade e consciência corporal.No entanto, algumas pessoas podem experimentar temporariamente uma diminuição da sensibilidade após o uso prolongado do vibrador. Isso geralmente é reversível e a sensibilidade retorna ao normal com o tempo.

3 – O uso do vibrador é prejudicial para a saúde sexual

MITO –  Na maioria dos casos, o uso do vibrador é seguro e não prejudica a saúde sexual. No entanto, é importante usar o vibrador corretamente, seguindo as instruções do fabricante e não exagerando na intensidade ou duração do uso. Além disso, a higiene adequada do vibrador e a limpeza regular são essenciais para prevenir infecções.

4 – O uso do vibrador é apenas para pessoas solteiras

MITO –  O vibrador pode ser usado por pessoas de todas as orientações sexuais e status de relacionamento. Ele pode ser uma ferramenta divertida e excitante para casais que desejam explorar sua sexualidade juntos. Incorporar brinquedos sexuais como o vibrador na vida sexual de um casal pode aumentar a intimidade e a satisfação sexual.

Qual o limite seguro e saudável para o uso do vibrador?

Fisioterapeutas especialistas na região pélvica indicam usar o vibrador no máximo por 5 minutos por cada sessão quando aplicados diretamente nos genitais. Após esse prazo, a musculatura pode adormecer e fadigar, ficando mais propensa a não responder aos estímulos do vibrador e também mais vulnerável a lesões.

Muitas pessoas poderão pensar ao ler isso, que é pouco tempo para estimulação até a chegada ao orgasmo, visto que a maioria das mulheres relatam demorar cerca de 10 minutos para poderem chegar ao clímax.

Nossa dica é usar o vibrador como deve ser feito também com um parceiro real, nas preliminares, ou seja, explore com o vibrador outras regiões prazerosas do corpo, como mamilos, pescoço, virilha, bumbum, orelha, nuca e baixo ventre, nas costas, antes de colocá-lo diretamente em contato com a vulva, com o clitoris e no canal vaginal.

Dessa forma, você estará ativando todo o corpo para a excitação e também terá orgasmos mais intensos quando terminar toda a jornada do ciclo da resposta sexual. Quanto mais variada for a sua experiência de exploracao corporal com o vibrador durante a masturbação, ou mesmo nas relações sexuais em parceria, mais você estará se preservando de um possível foco compulsivo do uso do vibrador, enriquecendo assim seus scripts sexuais.

vibrador-a-prova-da-agua

Este fabuloso estimulador e vibrador de silicone tem formato ergonômico para atingir todos os seus pontos ideais – interna e externamente! E é à prova d’água com 30 funções de vibrações para você se explorar à vontade!

 

Sinais de que está se passando dos limites com um vibrador

Identificar um possível uso compulsivo em vibrador pode ser um pouco mais complicado do que identificar vícios em substâncias químicas, devido à natureza variada e pessoal da sexualidade humana. 

No entanto, existem alguns sinais que podem indicar um uso problemático do vibrador. É importante lembrar que esses sinais podem não ser definitivos e é necessário considerar o contexto individual de cada pessoa. 

Aqui estão alguns sinais que podem indicar que alguém está desenvolvendo um uso compulsivo do vibrador:

Uso Excessivo: A pessoa utiliza o vibrador com uma frequência muito alta, como várias vezes por dia, todos os dias, e isso interfere em suas atividades diárias normais.

Tolerância: A pessoa precisa aumentar a intensidade, duração ou frequência do uso do vibrador para alcançar os mesmos níveis de excitação ou prazer que antes.

Preocupação Excessiva: A pessoa fica constantemente preocupada com o uso do vibrador, pensando nele quando não está o utilizando e sentindo-se ansiosa ou irritada se não pode usá-lo.

Interferência nas Relações: O uso do vibrador começa a interferir nas relações interpessoais da pessoa, seja porque ela prefere usar o vibrador a se envolver em atividades sexuais com um parceiro(a) ou porque está gastando menos tempo com amigos e familiares para se dedicar a usar o vibrador.

Negligência de Responsabilidades: A pessoa negligencia outras responsabilidades ou interesses em favor do uso do vibrador.

É importante notar que o uso regular e saudável do vibrador não é necessariamente um problema. No entanto, quando o uso do vibrador começa a interferir negativamente na vida diária, nas relações interpessoais ou na saúde física e mental de alguém, pode ser indicativo de um problema mais sério.

 

mini_vibrador_golfinho_multivelocidade_1123_2_e34f1e28318a7cfb11be03161e3441b4_20210610180543

O Golfinho por exemplo é considerado pelos fisioterapeutas pélvicos como um vibrador terapêutico para tratamento diário de várias disfunções femininas.

 

Um terapeuta sexual ou um terapeuta especializado em vícios sexuais podem oferecer suporte e orientação para lidar com esse problema de maneira saudável e construtiva.

Dicas de Uso Responsável do Vibrador

Mesmo que todo vibrador de qualidade acessível seja seguro para o corpo, é sempre bom lembrar que há algumas formas ainda mais seguras de usá-lo, até mesmo para obter mais eficiência e prazer dele, já que é essa a finalidade, não é mesmo?

1. Escolha do Vibrador

Saber como escolher um vibrador é importante, inclusive ao comprar vibrador online considere suas preferências pessoais e necessidades. Existem muitos tipos diferentes de vibradores disponíveis, incluindo modelos com diferentes tamanhos, formas, texturas e funções. Experimente diferentes opções para encontrar o que funciona melhor para você.

2. Compreender o seu Corpo

Antes de usar um vibrador, é útil ter uma compreensão básica da anatomia genital feminina ou masculina, dependendo de quem está usando o vibrador. Isso pode ajudá-lo a explorar e descobrir quais tipos de estimulação são mais prazerosos para você.

3. Lubrificação Adequada

Usar lubrificante pode tornar a experiência com o vibrador mais confortável e prazerosa. Certifique-se de escolher um lubrificante que seja compatível com o material do vibrador e que seja seguro para uso interno.

4. Não Exagerar

Assim como qualquer outra forma de estimulação sexual, é importante não exagerar no uso do vibrador. Se você sentir desconforto, dor ou irritação durante ou após o uso do vibrador, pare imediatamente e dê tempo ao seu corpo para se recuperar.

5. Limpeza e Higiene

Manter o vibrador limpo e higienizado é essencial para prevenir infecções e problemas de saúde. Lave o vibrador com água morna e sabão antibacteriano antes e após cada uso. Ou utilize um higienizador de sex toys que é ainda mais prático e eficiente. Certifique-se de seguir as instruções do fabricante para garantir a limpeza adequada do seu vibrador.

6. Comunicação

Se você estiver usando um vibrador com um parceiro, é importante comunicar suas necessidades, desejos e limites. A comunicação aberta e honesta é fundamental para uma experiência sexual positiva e satisfatória para ambas as partes.

7. Variedade

Não dependa exclusivamente do vibrador para obter prazer sexual. Experimente uma variedade de estímulos, técnicas e outros tipos de brinquedos eróticos para manter sua vida sexual excitante e satisfatória.

kit-de-produtos-eroticos-com-vibrador

Escolher um kit em sua próxima compra pode variar a experiência com vibradores, esse aqui por exemplo tem vibrador varinha mágica, um masturbador egg, vela aromática e um óleo para massagem tântrica Yoni e Lingam.

 

8. Autoconhecimento

O uso do vibrador para prazer solo pode ser uma ferramenta útil para explorar sua sexualidade e descobrir o que lhe dá prazer. Tire um tempo para se autoconhecer e experimentar diferentes tipos de estimulação para descobrir o que funciona melhor para você.

9. Consulte um Profissional

Se você tiver preocupações sobre seu uso do vibrador ou sua saúde sexual de uma forma geral, não hesite em consultar um profissional de saúde qualificado. Eles podem fornecer orientação e suporte personalizados para ajudá-lo a manter uma vida sexual saudável e satisfatória.

O mais importante de tudo é que você sempre esteja conectado com o seu corpo. Lembre-se sempre de ouvi-lo, respeitar seus limites e buscar ajuda profissional se necessário. Com a abordagem certa, o vibrador pode ser uma ferramenta divertida e emocionante para explorar e celebrar sua sexualidade.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *