Sexo Anal! O que é, como fazer?

Vamos falar sobre sexo anal? Sem rodeios e sem escolher palavras. Papo reto!

13.3k 0
sexo anal
()

Tópico: Sexo Anal

Um dos assuntos mais pedidos pelos seguidores é o famigerado sexo anal. 

E já aviso que não… não é uma prática somente de homens gays.

Mas para começar, a gente precisa entender um pouco da história do anal. 

Vamos lá?

A história do sexo anal

Nos anais da história, foram encontradas evidências de que o sexo anal é de fato uma prática antiga. 

Na América Latina há diversas descobertas de esculturas de pequenas figuras humanas em atos sexuais vaginais, orais e anais. 

Estas figuras pertenciam a sociedades pré-hispânicas que habitavam o continente americano antes da conquista e colonização pelos espanhóis.

Foram encontradas à noroeste da Cidade do México, onde vivia a cultura Tlatilco, pequenas representações de figuras humanas tendo relações sexuais, datadas do ano 1000 A.C. 

Descobriu-se também, na costa norte peruana esculturas de figuras humanas em relações sexuais orais, vaginais e/ou anais. 

Tais figuras pertenciam à cultura Mochica, datadas do ano 700 D.C.. 

Na Colômbia foi encontrada uma pequena escultura em cerâmica da cultura Tumaco-La Tolita que representava um homem com dilatação anal.

Na Europa, há registro de práticas sexuais anais na Roma Antiga. 

Mesmo os historiadores afirmando que os romanos eram abertos a diversas práticas sexuais, havia restrições para a prática anal, de acordo com o status que cada pessoa tinha na sociedade: a passividade nos homens (ser penetrado analmente por outro homem), era considerado um ato feminino e condenável.

Devido à influência da igreja católica, na Idade Média, a prática anal era condenada porque se considerava que o sexo devia ser entre homens e mulheres, apenas para fins reprodutivos. 

No entanto, especula-se que integrantes do clero, que se supunham celibatários, praticavam relações sexuais anais.

Atualmente, a prática anal não é considerada mais condenável, mas ainda há tabus que estigmatizam este tipo de relação sexual. 

Por exemplo, acredita-se que apenas homens homossexuais usufruem deste tipo de sexo, desconsiderando a experiência para heterossexuais ou lésbicas”. (Fonte: Clue).

Tabus e preconceitos

Assim como várias, ou até mesmo quase todas as práticas sexuais, a pornografia pode ser considerada responsável por contribuir para a popularização da prática sexual anal e por não retratar a realidade de um bom sexo, acaba atrapalhando quem quer tentar.

Existem vários tipos de tabus e preconceitos relacionados à prática. 

Muitas pessoas tem medo de contrair doenças, de “fazerem sujeira” na hora e, se são homens héteros, ainda que tenham vontade de receber estímulos anais, o medo de ser “coisa de gay” rodeia os pensamentos. 

E para acabar com esse “medo” sobre o prazer anal através de estímulos na região anal para homens, deixo aqui um post super completo sobre estimulador de próstata. Vale a pena conferir!

Há quem tenha medo de se machucar e ficar com o c* frouxo (acreditem, recebo mensagens com frequência de gente com esse tipo de medo).

Para ajudar a deixar a prática mais confortável, é importante tentar se livrar de vários ou, até mesmo, de todos estes tabus. 

É necessário também se lembrar que ânus é uma região comum no corpo de todas as pessoas e que possui terminações nervosas. 

O ânus tem potencial de prazer para todas as pessoas dispostas a experimentar o sexo anal.

Mas para que seja bom mesmo é importante, além de se livrar dos tabus e preconceitos e termos um porquinho de conhecimento sobre a própria anatomia do anus, também termos alguns cuidados básicos que passarei aqui para que vocês possam explorar ao máximo o sexo anal.

anal-mulheres

A prática independe da orientação sexual

C* não define orientação sexual. Essa é a primeira questão a ser lembrada. 

Isso significa que os homens héteros que também querem sentir prazer anal sejam gays (não que isso seja um problema). 

Assim como, homens héteros que gostam de penetrar suas parceiras, sejam gays enrustidos (sim, já ouvi isso em atendimento). 

Mulheres hétéros e lesbicas ,também podem sentir prazer anal. 

Trago essas informações justamente para reforçar que a preferência pela prática independe da orientação sexual.

Porém, um outro tabu que também rodeia a prática, é o medo de “fazer sujeira” durante o sexo anal. 

E para ajudar a quebrar esse tabu, vamos entender um pouquinho da parte anatômica?

O ânus, o reto, e o esfíncter anal.

Conhecer e nomear as partes do corpo relacionadas às funções e características do sexo anal é importante. 

Estas são as partes relacionadas ao anal: ânus, reto e esfíncter anal. 

O ânus é o orifício ao final do tubo digestivo, por onde é evacuado o material da defecação, ou seja, por onde saem as fezes . 

O ânus é composto pelo intestino e por capas de pele (de terminações nervosas que o fazem especialmente sensível).

O reto é a parte final do tubo digestivo e está acima do ânus; é uma região pouco sensível. 

O esfíncter anal é um anel muscular que mantém o ânus fechado, controlado por um sistema nervoso autônomo, mas é possível contrai-lo ou relaxá-lo voluntariamente.

Sabendo isso, fica mais fácil entender que o ânus na verdade serve de passagem para as fezes, logo o ideal é fazer o anal quando você já fez suas necessidades, evitando assim, qualquer “acidente de percurso”. 

Além disso, é importante lembrar que todas as pessoas estão sujeitas a isso e, caso aconteça, é necessário agir com naturalidade.

A tal da chuca!

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não exatamente favorável a tal “chuca”, muita famosa e conhecida pelos praticantes assíduos do sexo anal.

A “chuca” ou, lavagens no interior do anus, se feita com frequência (e dependendo da água ou  produtos utilizados), podem comprometer a microbiota anal e até intestinal.

Este tipo de procedimento pode atrapalhar o funcionamento do intestino e da flora intestinal, porque o jato de água pode ir muito além do canal do reto, e a limpeza muito profunda não é necessária para o sexo anal.

Além disso, microbiota, a mucosa da região, pode ser afetada e prejudicada.

Por isso, antes de fazer a “chuca”, procure entender melhor sobre o procedimento e cerque-se de todos os cuidados, caso queira fazê-la.

Lembre-se, o bem da sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar.

Dicas para um sexo anal seguro!

Usar preservativo é indispensável para prevenir a contaminação por Ist’s e também para evitar que bactérias fiquem alojadas no pênis, trazendo complicações para os homens ou para que não haja contaminação na vagina da mulher penetrada após o sexo anal.

O lubrificante é outro item indispensável e que ajuda a minimizar a dor, pois o anus não tem lubrificação na região. 

Além disso, ajuda a evitar fissuras anais que podem facilitar Ist’s e, também se tornarem desconfortáveis.

Jamais use anestésicos! Atenção nessa parte. 

Se o tabu do medo de fazer sujeira te atormenta, usando anestésico é que a coisa pode “desandar”.

Explico: com o anestésico você perde toda a sensibilidade e controle do esfíncter! E aí como você vai controlar para “não sair” sujeira?  

Além disso, não faz sentido algum anestesiar a região… sendo que o objetivo é sentir prazer e anestesiar tira completamente essa possibilidade.

Para isso, existem géis especialmente desenvolvidos para isso!

São os dessensibilizantes! Um gel próprio para a o sexo anal e que inclusive tem na minha loja na Apimentou.

E para você quer investir no seu relacionamento e sair da rotina, segue aqui o link da minha loja na Apimentou, e dos produtos que eu indico e trabalho.

Te convido a conhecer a minha loja e a experimentar. É caminho sem volta!

Quem é penetrado é que conduz o ritmo!

E para finalizar: quem é penetrado é quem conduz o ritmo e o quanto será penetrado.

Isso vale para homem ou mulher. Preste atenção na dor, pois ela é um limitador de até onde você consegue ir naquele momento.

Com essas desconstruções de tabus e dicas, tenho certeza que você consegue tentar o sexo anal e com grandes chances de muito prazer.

Se joga e goza!

E oh, aqui no Blog da Apimentou, nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado as nossas vidas sexuais.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixa um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode ainda enviar para alguém que você queira, para ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todas as terças, quintas e sábados tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no Youtube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Thalita Cesário

Seja bem vinde a minha coluna na Apimentou. Nesse cantinho especial uso do meu conhecimento como Terapeuta e Educadora sexual e como lojista do mercado há quase 10 anos para fazer a curadoria de excelentes produtos e conteúdos relacionados a prazer, sexo, sexualidade, relacionamento e bem estar sexual para trazer o máximo de informação de qualidade contribuindo ao máximo para o seu prazer. Instagram: @athalitacesario

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *