Saúde Íntima na Menopausa

719 0
menopausa
()

Tópico: Menopausa

Com a chegada da menopausa, os hábitos de higiene íntima – que devem estar presentes ao longo de toda a vida da mulher – merecem ainda mais atenção. 

Mas, você sabe quais cuidados são necessários para preservar sua saúde íntima? 

Se não, continue a leitura deste artigo para conhecê-los mais a fundo, e entender a importância da Saúde íntima na Menopausa.

O que é a menopausa?

O sistema reprodutor feminino é um sistema complexo, regulado por mecanismos que mudam ao longo dos anos. 

Esses mecanismos dependem principalmente dos ritmos hormonais peculiares às diferentes fases da vida da mulher.

Um papel central é desempenhado pelos estrogênios, cuja produção em idade fértil aumenta significativamente a quantidade de glicogênio nas membranas mucosas da vagina.

O glicogênio é metabolizado, que durante a idade fértil, em condições de bem-estar, constituem 90% da flora bacteriana vaginal. 

Essas bactérias “boas” são capazes de transformar glicogênio em ácido lático, o que, por sua vez, diminui o valor do pH vaginal.

O ambiente levemente ácido, assim criado, representa uma importante linha de defesa contra o ataque de quaisquer patógenos.

No entanto, com o declínio progressivo da secreção dos hormônios femininos (estrogênio e progesterona) associado à chegada da menopausa, o corpo feminino sofre uma série de alterações, como:

  • Ganho de peso (causado pela desaceleração do metabolismo)
  • Aparecimento de inchaço abdominal
  • Diminuição do desejo sexual
  • Flashes noturnos (caracterizados por sudorese intensa e sensação de calor no rosto), que podem criar estados de ansiedade e estresse
  • Secura vaginal

Secura Vaginal

A secura vaginal é um problema particularmente comum no período pré e pós-menopausa, embora possa ocorrer lubrificação vaginal insuficiente em qualquer idade.

Este transtorno, é um distúrbio capaz de impactar profundamente a qualidade de vida da mulher, semelhante a outras doenças crônicas mais conhecidas.

Logo, se a secura vaginal estiver interferindo em seu estilo de vida, relacionamentos ou vida sexual, converse com seu médico sobre os seus sintomas para que você tenha o tratamento certo – a secura vaginal não deve atrapalhar sua vida em qualquer idade.

Um possível remédio contra a secura vaginal pode ser representado por géis ou cremes específicos com ação lubrificante, com efeito calmante e preventivo contra irritações e queimaduras.

Caso o médico julgue adequado, também é indicada a administração local de estrogênio para combater o ressecamento vaginal.

PH Vaginal

Durante a menopausa, o trato genital e urinário da mulher sofre alterações fisiológicas que são importantes de serem levadas em conta durante a higiene íntima, precisamente para respeitar o delicado equilíbrio das mucosas, evitar irritações e garantir o máximo bem-estar íntimo.

O primeiro parâmetro a considerar é o pH que, a partir dos valores levemente ácidos (3,5 e 4,5) típicos da idade fértil, sobe um pouco mais para a neutralidade (pH 5-6). 

Respeitar esses valores é essencial para proteger a microflora e prevenir o aparecimento de infecções e colonização por microrganismos irritantes, como:

  • A candidíase (comumente chamada cândida), que na menopausa pode ser controlada com terapia de reposição hormonal,  
  • Vaginose bacteriana (causada pela proliferação excessiva da bactéria Gardnerella vaginalis), caracterizada por corrimento vaginal branco-acinzentado e mau cheiro íntimo, semelhante ao de peixe estragado, que causa constrangimento e tem um impacto negativo na vida social. 

Sabonete íntimo

Como vimos, a perda de elasticidade dos tecidos e o ressecamento vaginal são aspectos diretamente ligados às alterações hormonais típicas da menopausa.

Por isso, torna-se importante apoiar essas funções do lado de fora, usando produtos de limpeza emolientes, hidratantes e calmantes.

É importante ter em mente que os sabonetes íntimos tradicionais tendem a ter um pH ácido e, portanto, são menos adequados para a higiene íntima durante a menopausa. 

Em geral, tendo em conta que a prevenção da saúde passa pelo equilíbrio do ecossistema vaginal, sem dúvida é aconselhável apostar em produtos de higiene íntima com pH neutro. 

É importante levar em consideração a potencial ação calmante contra os incômodos mais comuns, o grau de proteção que eles podem oferecer, e sua formulação.

Este último aspecto é particularmente importante: a presença de perfume em um produto de higiene íntima é geralmente contraindicada para uma mulher na menopausa. 

Essas substâncias quase sempre têm uma ação irritante sobre as mucosas (tornando-as mais expostas ao ataque de patógenos) e podem causar uma alteração do microbioma vaginal e levar a um desequilíbrio do pH.

Em última análise, o sabonete íntimo ideal deve ser delicado, com pouca espuma, refrescante, calmante e hidratante, ainda melhor se tiver propriedades antibacterianas. 

Você pode usar produtos específicos, projetados especificamente para combater sintomas como odor vaginal, coceira ou queimação.

Saúde íntima na Menopausa: cuidados extras

Além de contar com um sabonete íntimo adequado e de qualidade, para manter a higiene íntima ideal, na menopausa como em qualquer outra fase da vida é essencial lembrar de algumas regras práticas.

Em particular, é necessário:

  • Cuidar da higiene íntima diária, em relação às necessidades, mas sem exceder com as lavagens: duas por dia são mais que suficientes, e é aconselhável usá-las antes e depois da relação sexual. A lavagem excessiva e muito frequente pode causar o efeito contrário ao desejado, causando um desequilíbrio do microbioma vaginal e baixar o sistema imunológico.
  • Realizar as lavagens com movimentos diretos da área anterior em direção ao ânus para evitar contaminação bacteriana da área geniturinária. As bactérias fecais, se alojarem na mucosa vaginal, podem dar origem a uma infecção irritante, como vaginite ou cistite.
  • Após cada lavagem, enxaguar bem para remover todos os vestígios de sabonete líquido e secar suavemente, sem esfregar, pois, a umidade favorece a proliferação de fungos e bactérias nocivas.
  • Usar, em contato com a área vaginal, preferencialmente roupas íntimas de algodão, seda, linho, microfibra ou outras fibras naturais que permitam uma melhor transpiração. Os tecidos sintéticos não respiráveis podem, de fato, promover um aumento do grau de humidade nas zonas íntimas.
  • Evite usar roupas muito apertadas no nível da virilha, como jeans.
  • Usar o banheiro de casa o máximo possível e evite banheiros públicos ou, se necessário, preste atenção especial. Nos serviços públicos, principalmente se não forem minuciosamente higienizados, o número de bactérias às quais se está potencialmente exposto é muito maior.

Por fim, é importante ter cuidado ao usar soluções como duchas. São utilizadas com o objetivo de obter maior higiene íntima, direcionando um jato de líquido para as paredes internas do canal vaginal. 

Os líquidos utilizados devem ser soluções detergentes à base de água e outras substâncias, destinadas a favorecer a hidratação das partes íntimas.

A utilização deste método de higiene íntima, embora bastante comum, pode, no entanto, ser inútil, senão mesmo contraproducente: as soluções utilizadas para a ducha vaginal podem provocar uma alteração na composição do microbioma local, expondo os tecidos a potenciais infecções oportunistas.

Além disso, não está excluído o risco de que a mesma ferramenta usada para a lavagem não seja imune à contaminação bacteriana, possibilitando a introdução de patógenos nocivos.

Considerações finais

A menopausa representa uma grande mudança na vida da mulher, não apenas fisicamente, mas também mentalmente, portanto é essencial entender que esta é uma fase fisiológica natural, mas que exige alguns cuidados.

É um momento de transição a ser vivido com serenidade e, sobretudo, com consciência para não nos deixarmos dominar por “perturbações” físicas que podem alterar o nosso corpo, mas também nos tornar mais sensíveis e frágeis a nível psicológico.

Os cuidados íntimos devem fazer parte da sua rotina. 

Independentemente da idade, uma higiene íntima de qualidade é fundamental para a manutenção da saúde da mulher. 

E, se você estiver na menopausa, esses cuidados merecem ainda mais atenção. 

Portanto, siga as recomendações e, diante de qualquer alteração atípica da menopausa, procure auxílio médico. 

Manter o acompanhamento com um ginecologista de confiança nesta fase pode proporcionar uma sensação de bem-estar e uma qualidade de vida mais elevada.

Então, gostou do post de hoje sobre Saúde íntima na Menopausa? Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência deixe nos comentários abaixo. 

Não se esqueça de compartilhar este texto em suas redes sociais. Até a próxima!

Quer Apimentar A Sua Vida Sexual?

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pelos departamentos e categorias. Nós possuímos uma infinidade de produtos de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

E, oh, aqui no Blog da Apimentou nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado à nossa vida sexual.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixe um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode enviar a alguém que você queira ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todas as terças, quintas e sábados tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no YouTube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Marcela Costa

Oie! Eu sou a Marcela Costa e sou expert em produtos sensuais e eróticos e estudiosa no tema sexualidade, bem-estar e saúde íntima. Nesta coluna, desenvolvo posts sobre estes temas para ajudar a todos que queiram ler e tirar suas dúvidas. Caso tenha uma dúvida ou sugestão de pauta, envie email para: [email protected], A/C. Marcela Costa, que terei prazer em responder. : )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *