Queda de Libido… E Agora?

143 0
queda de libido
()

Tópico: Queda de Libido

O desejo sexual varia de pessoa para pessoa, e uma redução temporária da libido é algo bastante comum. 

Muitas vezes está ligada a problemas transitórios, como o estresse, por exemplo. Em outros casos, porém, a diminuição representa um sintoma de patologias reais.

A redução do desejo pode afetar tanto mulheres quanto os homens, e comprometer a estabilidade pessoal e do casal – já que a libido está intimamente ligada a uma vida sexual satisfatória.

Queda de libido… e agora? Saiba tudo no post de hoje.

Mas, o que é queda de libido?

É caracterizada por um déficit ou ausência de desejo – uma situação que gera desconforto e sofrimento tanto em quem a vive, quanto para o par.

Este problema pode se manifestar em dois transtornos distintos: desejo sexual hipoativo e aversão sexual. 

No primeiro caso, se tem pouca ou nenhuma fantasia sexual e baixo interesse pela atividade, mas não rejeita a intimidade, como no caso da aversão sexual – em que o indivíduo possui verdadeira fobia com a prática.

Causas da diminuição da libido

Há uma série de fatores que influenciam e afetam o desejo de fazer sexo, tais como:

1. Problemas sexuais – Sentir dor durante o ato ou a incapacidade de atingir o orgasmo, diminuem a libido.

2. Doenças – Doenças, não sexuais, incluindo artrite, câncer, diabetes, pressão alta, doença arterial coronariana e doenças neurológicas.

3. Remédios – Uso de medicamentos, incluindo anticoncepcionais e antidepressivos.

4. Estilo de vida – Excesso de ingestão de álcool. Além disso, fumar diminui o fluxo sanguíneo, o que afeta a libido.

5. Cirurgias – Especialmente as relacionadas às mamas ou trato genital, pode afetar a imagem corporal, a função sexual e o desejo.

6. Mudanças nos níveis hormonais que ocorrem durante a:

  • Menopausa. Os níveis de estrogênio caem e a lubrificação vaginal também tende a reduzir.
  • Gravidez.  Além dos hormônios influenciarem na intimidade durante esse período. Fadiga, mudanças na imagem corporal, as pressões da gravidez, cuidados com um recém-nascido também podem contribuir para mudar o desejo sexual.

7. Causas psicológicas – incluindo:

  • Ansiedade ou depressão
  • Estresse
  • Imagem corporal distorcida
  • Baixa autoestima
  • Experiências sexuais negativas 

8. Problemas no relacionamento – Para muitas mulheres, a proximidade emocional é um prelúdio essencial para a intimidade. A diminuição do interesse pelo sexo é muitas vezes o resultado de problemas contínuos, como:

  • Falta de conexão com o parceiro
  • Conflitos não resolvidos
  • Má comunicação de necessidades e preferências sexuais
  • Infidelidade ou quebra de confiança

Existem tratamentos para aumentar libido?

Para aumentar a libido é importante consultar o médico para que seja possível identificar o motivo e, assim, ser iniciado o tratamento mais adequado. 

O profissional avaliará os medicamentos que se está utilizando para ver se algum tende a causar efeitos colaterais sexuais. 

Por exemplo, os anticoncepcionais, que em muitos casos podem chegar a ser “castrações químicas”.

As pílulas anticoncepcionais podem causar distúrbios do desejo sexual. 

Na realidade, o declínio da atividade sexual implica, obviamente, em menos chance de engravidar. 

As pílulas protegem você, mas ao mesmo tempo reduzem sua atração pela atividade sexual. 

Os hormônios são em grande parte responsáveis pelo desejo sexual. 

Assim, sua regulação através das pílulas reduz a libido. 

Para garantir que um medicamento não produza efeitos adversos em seus hábitos e ritmo sexual, leia as instruções e, se necessário, converse com seu médico.

Por outro lado, se o problema for de origem psicológica, terapias, incluindo a cognitivo-comportamental, podem ajudar a resolver o problema.

É possível aumentar sua libido mudando o estilo de vida?

Sim, um estilo de vida saudável é fundamental para estar o bem-estar do corpo e da mente. 

Portanto, vale a pena se atentar a alguns fatores para aumentar a libido:

1. Diminuir o consumo de álcoolNas mulheres, o álcool aumenta a excitação sexual, mas reduz a amplitude das contrações vaginais e da lubrificação, dificultando o orgasmo. 

Quando você bebe demais, freia a produção de ocitocina (um hormônio chamado “felicidade” e também envolvido no mecanismo de ereção e orgasmo feminino e masculino). 

A redução da ocitocina é que leva à famosa e temida anorgasmia: ausência de orgasmo para o homem e/ou para a mulher. 

2. Estimular naturalmente a produção de testosterona – A atividade física é uma das melhores maneiras de aumentar a testosterona. Descobriu-se que o exercício constante aumenta os níveis deste hormônio a longo prazo. 

Isso faz sentido porque os dois papéis principais da testosterona são construir músculos e fornecer níveis mais altos de energia, ambos usados durante o exercício.

Tradicionalmente, acredita-se que exercícios de alta intensidade aumentam mais a testosterona do que os de intensidade moderada. 

3. Mantenha um peso saudável – Alguns cientistas associaram o sobrepeso e a obesidade ao baixo desejo sexual, bem como a outros fatores associados à diminuição da fertilidade. Isto é devido a fatores hormonais, como baixa concentração de testosterona.

Algumas pessoas com excesso de peso também podem experimentar efeitos psicológicos, como menor confiança no corpo.

Logo, manter um peso corporal saudável pode melhorar o desejo sexual de uma pessoa, tanto física quanto mentalmente. 

4. Comunicação – Conversar com seu par sobre um problema sexual nunca é fácil, mas a abertura pode fazer você se sentir menos ansiosa com a situação. 

A comunicação é a chave para uma vida sexual satisfatória, portanto dialoguem sobre o que mais gostam na hora H, suas fantasias, etc. Estejam dispostos a experimentar e pensar fora da caixa. 

Lembre-se de que seu par não tem o dom de adivinhar o que te dá prazer em quatro paredes, então se expresse, e também escute o que ele tem a dizer.

5. Óleos essenciais – Vários tipos de reações químicas e neurotransmissores estão envolvidos na excitação sexual. E a aromaterapia nos oferece algumas essências naturais verdadeiramente excepcionais que estimulam os receptores nervosos e se comunicam com o cérebro por meio de neurotransmissores.

Os óleos incitam a produção de hormônios do bem-estar, relaxam o corpo e proporcionam um impulso de energia. Também melhoram a circulação sanguínea e a função sexual.

6. Investir em Sex Toys – Os brinquedos sexuais têm a única missão de proporcionar prazer. A vantagem: eles estão à nossa disposição para quando, e como quisermos. 

Além disso, esses itens ajudam enormemente homens e mulheres a descobrir o que gostam ou não, através das sensações que experimentam. 

E para os casais, o uso de sex toys é uma vantagem real. Na maioria dos casos, quando se sente a primeira monotonia sexual no casal, os brinquedos eróticos são capazes de aumentar a libido e apimentar a relação. 

7. Concentrar-se nas preliminares – Melhorar a experiência sexual pode aumentar o desejo de uma pessoa por sexo, aumentando assim sua libido. 

Em muitos casos, o casal pode ter uma melhor experiência passando mais tempo se tocando, beijando, usando brinquedos sexuais e fazendo sexo oral. 

Para as mulheres, as preliminares podem ser especialmente importantes. De acordo com alguns estudos, apenas cerca de 18% das mulheres experimentam o orgasmo apenas com a relação sexual, enquanto 33,6% relatam que a estimulação do clitóris é necessária para atingir o orgasmo.

Considerações finais

A perda de libido pode afetar pessoas de todos os sexos e sexualidades. A maioria experimenta isso em algum momento de sua vida. 

Isso pode ser um problema? Depende de quanto tempo dura, e quão grave isso afeta a sua vida sexual.

Como mencionado, o desejo sexual aumenta e diminui naturalmente, mas uma perda de libido às vezes pode indicar um problema de saúde física ou mental, principalmente se você notar uma mudança acentuada ou prolongada.

O mais importante nesses casos é falar sobre isso com o seu par, e buscar ajuda com o médico da área, caso contrário, você nunca encontrará uma solução e os problemas só tenderão a agravar.

Então, gostou do post de hoje sobre: Queda de libido… e agora? Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência deixe nos comentários abaixo, afinal, a sua opinião é muito importante para nós.

E não se esqueça de compartilhar este texto em suas redes sociais. Até a próxima!

Quer Apimentar O Seu Relacionamento?

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pelos departamentos e categorias. Nós possuímos uma infinidade de produtos de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto, pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

E, oh, aqui no Blog da Apimentou nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado à nossa vida sexual.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixe um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode enviar a alguém que você queira ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todos os dias tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no YouTube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Ana Lúcia

Consultora e Expert Apimentou. Heavy User de Produtos Sensuais. Instagram: @apimentou.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.