Desequilíbrios Hormonais. Saiba as Causas e Como Lidar.

433 0
Desequilíbrios Hormonais
()

Tópico: Desequilíbrios hormonais

Por trás do adequado funcionamento do organismo, há muitos fatores em ação, dentre os quais os hormônios.

Mas, quando estes são perturbados por flutuações naturais, como a puberdade, gravidez, menopausa ou cronicamente (no caso de doenças) podem surgir diversos incômodos.

Confira no post de hoje tudo o que você precisa saber sobre desequilíbrios hormonais, as causas e como lidar. 

Boa leitura!

O que são hormônios?

Hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas do nosso sistema endócrino.

Eles viajam no sangue até os tecidos e órgãos para enviar “mensagens” sobre: apetite, frequência cardíaca, sono, libido, humor, nível de estresse ou até temperatura corporal.

Nas mulheres, muitos hormônios afetam a função reprodutiva do útero ao longo da vida, sendo os dois principais o estrogênio e a progesterona.

  • A primeira metade do ciclo de uma mulher é dominada pelo estrogênio
  • A segunda metade é dominada pela progesterona. Se não houver gravidez, o corpo para de produzir hormônios e inicia a menstruação

As relações entre esses hormônios são complexas, pois flutuam naturalmente em diferentes momentos da vida. 

Cada ciclo é único e os níveis hormonais são ligeiramente distintos.

Principais sinais de desequilíbrio hormonal

O desequilíbrio hormonal é mais comum durante certas fases. 

No entanto, algumas mulheres experimentam problemas contínuos relativos aos seus hormônios.

Os distúrbios ligados a anormalidades geralmente incluem:

  • Irregularidade do ciclo menstrual

A maioria tem ciclos que duram entre 21 e 30 dias, mas até um quarto das mulheres possui menstruação irregular – períodos mais curtos ou mais longos do que o normal. 

Algumas podem ainda apresentar vários sintomas, incluindo cólicas abdominais ou falta de ovulação. 

Amenorreia é um termo que se refere à ausência de menstruação por pelo menos 3 meses, se a mulher não estiver grávida. Enquanto a menorragia denota sangramento menstrual excessivo. 

Além disso, a dismenorreia refere-se ao aparecimento de dores e cólicas durante a menstruação.

  • Acne

Acne persistente pode ser devido ao excesso de andrógenos no corpo, hormônios masculinos como a testosterona, que, ao contrário da crença popular, tanto homens quanto mulheres possuem.

Níveis excessivos de andrógenos produzem mais sebo, facilitando o aparecimento da acne. 

Em particular, aquelas que sofrem de síndrome dos ovários policísticos têm concentração maior de hormônios sexuais masculinos e maiores riscos de infertilidade.

  • Confusão mental e concentração

Mulheres na perimenopausa e pós-menopausa relatam comprometimento da memória e dificuldade de concentração maior do que as mulheres na pré-menopausa. 

Nesses casos, a diminuição dos níveis de estrogênio pode ser a causa, porém outros possíveis fatores devem ser avaliados com um especialista. 

  • Fadiga e cansaço

A fadiga é um sintoma comum que pode ter muitas causas subjacentes potenciais. Enquanto pouca progesterona pode dificultar o sono, o excesso pode piorar a fadiga. 

Outro desequilíbrio hormonal comum que causa cansaço é o baixo nível de hormônio da tireoide (hipotireoidismo) ou cortisol.

  • Mudanças de humor e ciclo menstrual

Um desequilíbrio hormonal pode ser a causa de alguns casos de alterações de humor. Muitas mulheres experimentam raiva, irritabilidade, alterações de humor, depressão e uma sensação de agitação antes e durante o período menstrual. 

Esses sintomas podem estar associados à TPM. 

A este respeito, sabe-se que os hormônios exercem efeitos relevantes ao nível de neurotransmissores, como a dopamina, a serotonina e a noradrenalina.

  • Equilíbrio hormonal e problemas intestinais

As células que revestem o trato gastrointestinal têm receptores para estrogênio e progesterona. 

Os níveis desses hormônios mudam ao longo do ciclo menstrual mensal da mulher. Quando o fazem, têm um impacto na função do sistema gastrointestinal. 

As mulheres geralmente experimentam dor abdominal, inchaço, constipação, náusea – antes ou durante o período menstrual. No entanto, esses sintomas também podem ocorrer em muitas outras condições. 

Aquelas que possuem esses sintomas, em conjunto com mudanças de humor e fadiga, antes ou durante o ciclo menstrual, é mais provável que tenham problemas gastrointestinais devido às flutuações hormonais mensais.

  • Libido e desejo sexual

A testosterona é normalmente considerada um hormônio masculino, mas tanto homens quanto mulheres a possuem. Um estado deficiente desse hormônio desencadeia a queda na libido, como ocorre, por exemplo, na andropausa masculina. 

Por outro lado, níveis muito altos de testosterona podem ser prejudiciais à saúde, causando infertilidade nos homens e amenorreia e hirsutismo nas mulheres.

Com o passar do tempo, existe uma tendência a considerar a queda da libido como algo normal, como se fosse o resultado fisiológico do envelhecimento. 

No entanto, manter uma sexualidade ativa é essencial para se ter uma vida plena, logo deve-se verificar com frequência os níveis hormonais do corpo, para assim evitar que tais transtornos afetem a vida do casal na hora H.

  • Dor de cabeça

Uma grande variedade de causas pode desencadear dores de cabeça, mas uma redução nos níveis de estrogênio é uma causa comum em mulheres. 

Se a dor de cabeça ocorre rotineiramente no mesmo período de cada mês, o declínio do estrogênio pode ser o gatilho.

  • Distúrbios do sono e insônia

A insônia ou despertares noturnos são distúrbios muito comuns na população em geral e na sua base pode haver um desequilíbrio hormonal. Nesse sentido, muitas vezes há níveis constantemente altos de cortisol.

Juntamente com o cortisol, a alteração da secreção de melatonina contribui para a dificuldade em adormecer à noite e acordar pela manhã.

  • Infertilidade feminina

O desequilíbrio hormonal é uma causa comum de infertilidade feminina. Nesses casos, níveis anormais de estradiol, testosterona, hormônio luteinizante, hormônio folículo-estimulante, progesterona, prolactina e outros hormônios podem contribuir para esse distúrbio. 

Em particular, a síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma condição que afeta cerca de 10% das mulheres em idade fértil, e é caracterizada por um ciclo menstrual irregular ou mesmo pela cessação completa da menstruação. 

As mulheres que têm síndrome dos ovários policísticos são mais propensas a sofrer de infertilidade.

  • Envelhecimento da pele

A diminuição dos níveis de estrogênio na perimenopausa e na menopausa está associada ao envelhecimento. A cútis afina com a idade e tende a enfraquecer.

Fica mais seca, menos elástica e menos vascular com a idade. Portanto, a diminuição do estrogênio está associada a um aumento nos sinais de envelhecimento da pele.

A lista de sintomas causados pelos desequilíbrios hormonais é longa. Os sintomas de um problema hormonal dependerá de quais as glândulas e hormônios são afetados. 

E, para diagnosticar o desequilíbrio, é necessário realizar um balanço hormonal adequado com um profissional da área.

Como é o tratamento para desequilíbrio hormonal?

O tratamento varia de acordo com a causa. E, em cada situação, os cuidados e o tratamento são individuais. 

Existem muitos medicamentos no mercado para reduzir os sintomas associados a esse tipo de transtorno: contracepção hormonal, bem como medicamentos de reposição.

A terapia de reposição hormonal ajuda a tratar principalmente ondas de calor e suores noturnos. 

Seu ginecologista lhe oferecerá a melhor solução, não apenas para tratar o desequilíbrio, mas também para melhorar a sua vida diária.

Existe tratamento natural para problemas hormonais?

Para tratar distúrbios ou desequilíbrios hormonais, uma mudança no estilo de vida também é eficaz. 

O ideal é manter uma dieta equilibrada rica em cálcio e vitamina D, e também:

  • Cultivar um peso saudável
  • Fazer exercício físico regular
  • Reduzir o estresse
  • Dormir bem

Finalmente, o apoio psicológico pode ser muito útil para mulheres cujo desequilíbrio hormonal afeta a qualidade de vida. 

Também é possível usar medicina alternativa, como plantas medicinais ou acupuntura.

Considerações finais

Os hormônios são precursores químicos que mantêm nossos corpos em um estado de equilíbrio feliz. 

Portanto, desequilíbrios hormonais podem ter consequências negativas em nossa vida diária. 

Assim, é importante diagnosticá-los a tempo para que possam ser tratados rapidamente.

A análise de distúrbios hormonais é baseada em sintomas e exames laboratoriais, medindo os hormônios no sangue.

A boa notícia é que, na maioria dos casos, pode ser revertido com medicamentos. 

Mas, além de indicar um tratamento, o profissional da saúde também poderá recomendar mudanças no estilo de vida para amenizar sintomas e reequilibrar os níveis hormonais.

Então, gostou do post de hoje sobre o que é desequilíbrios hormonais? Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência deixe nos comentários abaixo. Não se esqueça de compartilhar este texto em suas redes sociais. Até a próxima!

Quer Apimentar O Seu Relacionamento?

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pelos departamentos e categorias. Nós possuímos uma infinidade de produtos de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto, pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

E, oh, aqui no Blog da Apimentou nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado à nossa vida sexual.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixe um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode enviar a alguém que você queira ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todos os dias tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no YouTube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Marcela Costa

Oie! Eu sou a Marcela Costa e sou expert em produtos sensuais e eróticos e estudiosa no tema sexualidade, bem-estar e saúde íntima. Nesta coluna, desenvolvo posts sobre estes temas para ajudar a todos que queiram ler e tirar suas dúvidas. Caso tenha uma dúvida ou sugestão de pauta, envie email para: [email protected], A/C. Marcela Costa, que terei prazer em responder. : )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *