Produto Erótico é só para o sexo? Mas é claro que não!

171 0
produto-erotico
()

Quem é mais chegado a mim sabe que uso produto erótico para quase tudo, é muito raro eu usar para ter prazer, e sempre me pedem para contar essa história em algum lugar, e fiquei pensando esses dias, qual lugar melhor do que a minha nova coluna do Blog da Apimentou?

Então vamos lá: antes de contar como uso produto erótico de uma forma diferente de quase todo mundo, tenho que antes contar um pouco da minha história para vocês entenderem como cheguei a esse ponto…

O ano era 2002, eu ainda estava casada e um dos eventos que a empresa em que eu trabalhava tinha com cliente de assessoria de imprensa era já a extinta Erotika Fair. Nessa época, eu nunca tinha tido contato com nenhum produto erótico e muito menos entrado em uma sex shop. 

Mas, animada com tantas novidades que vi naquela primeira feira erótica em que trabalhei, chamei meu parceiro para conhecer o evento. Para minha decepção, ele não curtiu muito o que viu por lá, mas topou experimentar algum produto. Começamos então como a maioria das pessoas começam nesse incrível mundo de novas possibilidades: com um gelzinho para sexo oral de morango.

Sim, porque pasmem, alguns anos depois minha partner de trabalho, Paula Aguiar iria realizar o primeiro MAPA DO BRASIL ERÓTICO, a primeira pesquisa de mercado feita nesse segmento e atestou justamente isso, que o produto mais vendido naquela época era justamente esse gelzinho de aroma de morango!

Voltando a minha história, eu ainda trabalhei em 3 feiras eróticas estando ainda casada, (ele tinha muitos ciúmes e também muitas fantasias com isso) mas no máximo eu usava artigos para ambientação sensual, (velas flutuantes e pétalas de rosas) e em uma de suas viagens ao exterior, ele retribuiu essas pequenas iniciativas, trazendo como souvenir uns dadinhos fluorescentes com uma palavras em alemão que podem ser que sejam atrevidas (eu não sei até hoje o que significam).

O curioso é que pra mim, parecia naquela época que os produtos eróticos poderiam mais atrapalhar meu relacionamento do que ajudar e, por isso, eu acabava presenteando os meus irmãos e amigos, mas pra mim mesmo eu pouco comprava alguma coisa e dava quase tudo o que eu ganhava nas feiras.

Sempre que eu visitava lojas e showrooms requintados eu ficava horas me deliciando com as vitrines e ambientes tão ricamente decorados, pensando o quanto seria bom viver uma vida com todos aqueles apetrechos fazendo sentido nela e me imaginava uma outra mulher com um outro homem. 

 

Mas aí veio a virada de mesa, e vários tipos de produto erótico invadiram a minha vida…

 

Pois bem, foi só eu me pós graduar em educação sexual em 2005 e me separar, que eu passei a me permitir a conhecer os produtos eróticos com mais calma. E as descobertas foram maravilhosas tanto para o meu trabalho quanto para a minha pessoa. Logo eu já tinha abandonado o sabonete convencional e preferia muito mais usar o íntimo, e no corpo todo. 

Eu, como boa louca do óleo pós banho que sou, descobri nos óleos afrodisíacos para massagem o conforto corporal que sempre procurei depois de um longo dia de trabalho. E o melhor é que essa versão mais caliente de óleo, além de me relaxar, deixava também os motorzinhos do corpo todos ligados para cair na balada com fôlego de sempre quero mais.

 

image-01--leo-arom-tico-para-massagem--c-d-1262

E olha só: um dos primeiros que usei faz sucesso até hoje no mercado e até tem aqui na loja da Apimentou!

 

O famoso pozinho da bruxa também ajudava a aquecer o corpo por dentro no inverno, e todo dia de manhã já tava lá na caneca com café, bem do lado do computador. Lingerie confortável para quê se tinha coisas mais lindas e pequenas como tangas de renda e fio dental que parecia nem estar ali por baixo da roupa?

 

pozinho da bruxa

O Pozinho também existe até hoje e vem em mini potes lacrados de 2g, em cores sortidas,é composto por ingredientes naturais e efeito energético e afrodisíaco

 

Troquei todas aquelas roupas velhas de ficar em casa por baby dolls, camisolas e robes e assim ficava o dia todo já que sempre trabalhei em home office. E adotei o corset por cima de camisetes e babylooks para trabalhar nos eventos fora de casa, e isso virou tendência em muitos deles.

Quando lançaram os gloss vibrantes, então, não tinha mais esse lance de usar o antigo cacau só para não trincar os lábios: afinal além de serem térmicos, alguns também davam volume só faltou fazer isso em formato de batom vermelho que eu adoro!

Solteira e na pista novamente, todo o meu skincare era de sex shop, do hidratante ao desodorante íntimo! As velas flutuantes duraram por longos anos, mas sempre as usava para iluminar as noites em que faltavam energia elétrica.

 

O primeiro vibrador e companheiro para vida toda

 

Mas apesar de toda essa revolução, vocês acreditam que meu primeiro vibrador foi um rabbit de segunda mão que eu ganhei em 2008 para entender como ele funcionava para gerar um conteúdo para um cliente?

Foi paixão à primeira vista! Nunca mais larguei o vibrador! Vou atualizando os modelos, mas tenho sempre um comigo. E minhas amigas dizem que me admiram pela autonomia que tenho e sempre afirmam que é por causa do vibrador. Agora todas elas tem um, que eu mesma dei de presente…

vibrador-rabbit

Meu primeiro vibrador também ainda existe e está à venda aqui na Apimentou! Tem 36 Funções com Estimulador Clitoriano 22,5 x 3 x 5cm com esferas que giram em conjunto com seu penetrador. Possui controle reverso de rotação, estimulador clitoriano vibratório.

 

E olha que hoje nem uso o vibrador tanto para masturbação, eu adoro utilizar os diferentes modos de vibração como um massageador para alívio de stress nos ombros e no pescoço! Estou até pensando em adquirir uma varinha mágica, daquelas grandes porque são mais potentes e alcançam mais as costas, são perfeitas para essa função, já que foram criadas justamente para isso.

Meu relacionamento com os vibradores, ficou até mais ampliado depois que eu li que a Toni Braxton usava o vibrador para revitalizar a pele do rosto, então, imagina se não segui os passos dessa diva? #ficadica

Faz todo o sentido: a vibroterapia oxigena os tecidos trazendo mais fluxo sanguíneo para área que recebe o estímulo, então imagine como a pele fica toda enriquecida de colágeno!

E foi o que também me ajudou a tratar minha bexiga hiperativa. Depois de vários exames e indicação de cirurgia, eu me propus a fazer um tratamento com uma fisioterapeuta pélvica.E lá veio ela receitar 5 minutos diários de vibrador golfinho para relaxar toda a musculatura do assoalho pélvico. Olhando assim à primeira vista você não dá nada para um golfinho, mas quando você o usa como um vibrador terapêutico ele é capaz de grandes milagres!

Um dia comentando sobre esse meu estanho hábito de usar produtos eróticos de forma não convencional numa feira erótica, alguém me disse que uma marca de dessensibiliante anal era perfeita também para dessensibilizar os pés dentro de um scarpin. (Essa dica aqui vale ouro e é pra sempre, vamos combinar?)

Quando começaram a surgir os géis siliconados para masturbação com colar de pérolas, disseram que funcionava como primer na maquiagem, mas eu adorava usar esse produto como finalizador para as pontas do cabelo. Elas ficavam brilhantes e sedosas e bem soltinhas.

E recentemente eu descobri o poder que um perfume afrodisíaco tem sobre um gato arisco. Quando mudei de casa, um dos meus gatos sempre fugia na hora da mudança. Foram 5 tentativas frustradas, até que um dia, já cansada de tentar o clássico catnip, colocar sedativo no sachê, armar uma gatoeira, eu pensei antes de sair da nova casa: hoje eu pego esse gato e borrifei o perfume no pescoço, nos braços e em toda a minha blusa. Foi que nem tiro e queda!

Agora só falta agarrar um gato de duas pernas, né gente? 

E você também usa produto erótico para outras finalidades que não seja para o sexo e prazer? Manda para mim no email [email protected] para eu contar aqui na coluna Objeto de Desejo. Prometo manter o sigilo do seu nome, mas a sua história pode inspirar milhares de outras pessoas! Estou esperando, hein?

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Julianna Santos

Relações Públicas, atuante em assessoria de imprensa e gestão de conteúdo para internet. Pós graduada em Educação Sexual pelo ISEXP – Instituto Brasileiro de Sexualidade e Medicina Psicossomática da Faculdade de Medicina do ABC, atendeu a várias empresas e profissionais do ramo erótico de 2002 até atualidade, estando inclusive a frente da sala de imprensa da Erótika Fair de 2002 a 2010. Atualmente é criadora e editora do Portal Mercadoerotico.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *