Sex Life e a Realidade de Muitas Mulheres

302 5
sex life
()

Não tinha como não escrever sobre a serie do momento na Netflix.

Se você não dormiu no ponto e acompanhou a internet nos últimos dias, deve ter ouvido falar sobre a serie Sex Life.

Já adianto que pode conter alguns spoilers aqui.

Logo que eu soube da serie já iniciei meus pensamentos preconceituosos, do tipo: ah, mais um clichê.

Então eu fui acompanhando os comentários até que resolvi assistir, afinal enquanto profissional que atua com sexualidade e relacionamentos preciso de alguma forma estar antenada no que estão falando por aí sobre esses assuntos.

Peguei meu vinho e fui maratonar a serie que tem 8 episódios.

O burburinho do Episódio 3!

Antes de assistir, um burburinho estava rolando no Instagram e no Tiktok onde havia várias pessoas reagindo ao episódio de número 3 no minuto 19:50.

Curiosa, fui logo para essa parte e entendi todo o alvoroço que me impressionou também, mas me trouxe o pensamento de: caceta, mais uma série que gira em torno de um homem e reforça estereótipos que tentamos combater diariamente.

Além disso, reforça a ideia falocêntrica do sexo.

Vocês vão entender ao assistir, rs.

Mas voltei para assistir desde o início para entender bem a série e confesso que a analogia feita com a borboleta que aparece logo nas primeiras cenas já diz muito sobre a personagem principal.

Um choque de realidade logo no inicio da serie nos mostrando a realidade de uma mulher no puerpério (pós parto ), que não se fala do quão solitária e difícil pode ser esse período.

Uma mulher que optou por abrir mão da vida profissional e cuidar dos filhos e da casa, mas que se sente inquieta e confusa tentando se reencontrar em seus papeis: mãe, esposa e mulher que apesar de estar em um pós parto tem muito desejo sexual e contraria tudo o que nos é ensinado sobre as mulheres nesse período.

O diário e a invasão de privacidade!

Vida “perfeita”, é o que muitos diriam. Casa, marido, filhos… E uma mulher cheia de vida e tesão, louca para transar e reviver suas aventuras pré casamento.

Como forma de dar vasão as lembranças de desejo, a personagem principal resolve escrever um diário em seu computador registrando lembranças de suas aventuras sexuais e de um relacionamento em especial muito marcante.

O marido então resolve ler o diário da esposa e lê coisas que não foram tão fáceis de digerir e nem sabe como agir em relação ao que foi lido.

Aqui já trazemos a problemática da invasão de privacidade em vários relacionamentos. Pessoas inseguras achando que podem e devem a todo custo invadir a vida pré gressa de seus parceiros e parceiras como mecanismo de controle.

Sex Life -2

Diálogo aberto poderia resolver grande parte dos problemas enfrentados!

Ao entrar em contato com tal conteúdo, o marido passa a série inteira em conflito e tentando se igualar e reproduzir grande parte do que leu no diário da esposa.

Notamos claramente insegurança e falta de diálogo entre o casal, que por sinal se faz presente desde o início até o fim e que poderia ter evitado muito sofrimento de todos os envolvidos.

Vemos também a falta de manutenção e cuidado com o relacionamento de ambas as partes, mas principalmente do marido que não consegue notar a solidão da esposa e que acredita que o fato de a suprir financeiramente e com uma bela família seria o suficiente. Se esquece de nutrir a sua parte da relação abrindo margem para desentendimentos e grandes conflitos.

Tem de tudo, de cenas picantes à vibrador descarregado...

Me trouxe um certo incomodo a série girar em torno de um outro homem e tudo, basicamente tudo, se desenrola e se complica por causa dele.

Acredito que poderiam talvez dar um outro direcionamento e até mesmo um protagonismo feminino, pois mesmo tendo uma mulher como personagem principal, ela não é a causa de todos os conflitos, mas faz parte deles.

Acaba sendo coadjuvante.

Temos de tudo, cenas picantes, tentativas de sexo frustradas, corpo real de uma mulher magra, recém parida com peitos vazando leite, masturbação, vibrador descarregado… e olha, falando nisso, aqui na minha loja na Apimentou tem vários vibradores para você não precisar passar por isso!!

Um marido que não tem vasto repertório sexual como a esposa, e que para tentar competir ou até mesmo compensar de alguma forma passa por cima de sua essência e faz coisas que nunca havia imaginado.

Falta acolhimento e compreensão sobre a sexualidade feminina.

Bem, essa é a minha visão sobre a serie e ela não representa a verdade absoluta.

Mas eu quis trazer o assunto do momento com a minha ótica para quem sabe assim abrirmos para discussão e reflexão.

Eu atendo semanalmente mulheres com conflitos bem semelhantes e dificuldades que minam sua autoestima e as coloca em um papel de sofrimento e muitas vezes solitário.

Falta acolhimento e compreensão sobre a sexualidade feminina.

Sex Life -3

As redes sociais e seus comentários...

E para finalizar, o meu maior incomodo na realidade não se deu com a série, mas com os comentários nas redes socais.

E mais abismada fiquei com os comentários de mulheres reproduzindo o machismo e não usando da sororidade e nem da empatia com uma semelhante.

Mulheres que com certeza já sentiram ou vivenciaram algo parecido, mas foram incapazes de refletir e apenas apontar o dedo e julgar.

Os homens? Ah, os homens… Estes tiveram como já era de se esperar os comentários mais machistas e ofensivos.

Reforçavam falas tão ultrapassadas e julgamentos cringes (como dizem a geração Z).

Inclusive em meu último texto aqui no blog da Apimentou, falei sobre coisas que considero serem cringes no sexo! Aproveita e segue lendo aqui no Blog clicando no link! ; )

Entendam: as Mulheres tem tanto desejo quanto os homens!

Li muitos comentários, discuti com clientes, abri caixas de perguntas nos stories do Instagram, assisti com meu marido e juntos trocamos nossas percepções e no fim cheguei à conclusão de que as pessoas em pleno 2021 não estão preparadas para verem e saberem que as mulheres são sexuais e tem tanto desejo quanto os homens.

Notei que grande parte do incomodo com a série vem pelo fato de as pessoas se chocarem com uma mulher estar fazendo coisas que são aceitas tranquilamente quando feitas por um homem.

E tem mais, ainda retrata que é completamente possível estar satisfeita(o) e amar o parceiro(a) mas ainda assim sentir falta de algo no sexo.

É ou não é?

Espero que tenham gostado e compartilhem comigo no Instagram suas impressões.

Se joga e goza!

E oh, aqui no Blog da Apimentou, nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado as nossas vidas sexuais.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixa um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode ainda enviar para alguém que você queira, para ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todas as terças e quintas tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no Youtube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Thalita Cesário

Seja bem vinde a minha coluna na Apimentou. Nesse cantinho especial uso do meu conhecimento como Terapeuta e Educadora sexual e como lojista do mercado há quase 10 anos para fazer a curadoria de excelentes produtos e conteúdos relacionados a prazer, sexo, sexualidade, relacionamento e bem estar sexual para trazer o máximo de informação de qualidade contribuindo ao máximo para o seu prazer.Instagram: @athalitacesario

5 Pings & Trackbacks

  1. Pingback: Amor e Sexo – Empoderamento Feminino - Blog Apimentou

  2. Pingback: Ano Novo, Foda Nova! Sexo e Sexualidade! - Blog Apimentou

  3. Pingback: Mulher casada pode ter vibrador? - Blog Apimentou

  4. Pingback: O Sexo na Pandemia! - Blog Apimentou

  5. Pingback: Cringe no Sexo?! - Blog Apimentou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *