Nunca gozei, mas quero gozar!

9.8k 0
quero gozar
()

Tópico: Nunca gozei.

“Nunca gozei, mas quero gozar”, é um relato bastante comum entre diversas mulheres. 

Afinal, apesar da experiência no campo sexual, muitas afirmam sentir apenas um grande prazer na hora “H”, mas não conseguem atingir o tão desejado orgasmo clitoriano ou vaginal.

O fato é que muitos aspectos – emocionais, físicos, psicológicos e até hormonais – influenciam o orgasmo.

Confira no post de hoje tudo sobre o prazer feminino, um território vasto e misterioso a se explorar. 

Vamos lá?

Tipos de orgasmo: o que são?

O orgasmo varia de acordo com a experiência sexual (relação com penetração, masturbação, relação sem penetração, etc. e a área estimulada) e pode ser percebido de forma diferente de pessoa para pessoa.

Abaixo alguns dos orgasmos mais conhecidos:

  • Orgasmo clitoriano: É notado como a combinação de uma excitação crescente e uma agradável congestão genital, às vezes com uma pulsação intensa que desenvolve uma sensação semelhante a um formigamento superficial.
  • Orgasmo vaginal: Experimenta-se um prazer sexual muito intenso, semelhante às pulsações intermitentes, geradas pelas contrações do grande músculo levantador do ânus (ativado, durante a penetração, pela estimulação do ponto G e das paredes da vagina). Apenas uma pequena minoria sentirá contrações ainda mais profundas da parede uterina. Comparado ao orgasmo clitoriano, as sensações são mais poderosas e satisfatórias.
  • Orgasmo misto: Quando a vagina – especialmente o ponto G – e o clitóris são estimulados ao mesmo tempo, a combinação de contrações superficiais e profundas pode desencadear um orgasmo ainda mais intenso e poderoso.
  • Zonas erógenas: Em ambos os sexos, certas partes do corpo, como orelhas, mamilos, pescoço, cotovelos e joelhos, podem causar uma reação agradável quando estimuladas continuamente. Para algumas pessoas, áreas de alta sensibilidade erógena podem contribuir para atingir o orgasmo.
Quanto tempo dura um orgasmo?

Geralmente, o orgasmo feminino dura cerca de 20 segundos.

Já o orgasmo masculino, algo entre 3 a 10 segundos.

O que são orgasmos múltiplos?

O orgasmo pode ser de dois tipos: sequencial e múltiplo. 

O primeiro consiste em atingir o pico do prazer várias vezes em diferentes sessões de estimulação, e a segunda durante a mesma, sem parar.

Isso significa que se durante a relação sexual você atinge o orgasmo e continua até chegar a um novo, sem cessar, você está tendo um orgasmo múltiplo, o mais cobiçado de todos. 

No caso de orgasmo múltiplo sequencial, há um curto espaço de tempo entre uma relação sexual e a seguinte.

Cada indivíduo é um mundo à parte, mas o que sabemos é que a resposta sexual depende do estado físico, emocional e mental de cada pessoa. 

Da mesma forma, o orgasmo múltiplo depende do contexto, da prática, do tipo de estimulação e da capacidade orgástica da mulher.

Nunca gozei, mas quero gozar: como alcançar o orgasmo

Muitos estudos mostram que as mulheres, em média, demoram mais que os homens para chegar ao clímax. 

Neste período de tempo, é necessário passar por quatro etapas, que estão conectadas para se atingir um orgasmo:

  1. Excitação ou fase excitatória
  2. Platô
  3. Orgasmo ou fase orgástica
  4. Fase final
Excitação

A primeira fase do ciclo de resposta sexual coincide com a excitação inicial que se desenvolve como resultado de um estímulo ao sistema nervoso autônomo (físico e / ou psíquico) das origens mais díspares:

  • A estimulação física é o efeito de sinais provenientes dos receptores dos órgãos reprodutivos e outras partes sensíveis do corpo
  • A estimulação subjetiva ou mental surge, no entanto, como sinais descendentes de centros superiores (pensamentos, fantasias eróticas, estímulos visuais, interesse sexual acentuado / os parceiros etc.).

Em qualquer caso, os estímulos são importantes para manter uma forte motivação para uma experiência sexual iminente e para provocar um aumento da tensão sexual suficiente para a continuação do ciclo.

Nas mulheres, a excitação sexual produz um conjunto de mudanças, incluindo congestão vascular em alguns tecidos e contração muscular de muitas partes do corpo.

Por exemplo, o clitóris começa a ficar inchado devido à circulação sanguínea no tecido erétil; os seios incham e a vagina começa a secretar um fluido lubrificante viscoso.

Por ser dotado de muitas terminações sensíveis, durante o ato sexual, o clitóris é estimulado pela fricção, induzindo sensações agradáveis. 

Quando o aumento da excitação sexual atinge seu clímax, ou seja, o pico máximo, primeiro o platô, então o orgasmo pode ocorrer.

Platô

No platô ocorre um aumento progressivo da tensão produzida pelo estímulo sexual até o nível possível para atingir o orgasmo.

O platô tem duração variável tanto entre diferentes indivíduos quanto nas diferentes experiências vividas pela mesma pessoa. 

Se a estimulação que mantém a tensão sexual for reduzida ou interrompida ou interferências desagradáveis assumirem o controle, o platô pode envolver a fase de resolução, evitando o orgasmo.

Orgasmo

O orgasmo feminino é acompanhado por uma série de contrações musculares rítmicas da vagina e do útero, em associação com muitas outras respostas do corpo, incluindo:

  • Prazer intenso;
  • Aumento da pressão arterial e frequência cardíaca
  • Contrações prolongadas dos músculos esqueléticos.

Pesquisas mostram que os orgasmos clitorianos e vaginais tinham os mesmos estágios de resposta física e que a maioria dos indivíduos só conseguia atingir o orgasmo clitoriano, enquanto uma minoria tinha orgasmo vaginal.

Fase final

A última fase do ciclo, chamada resolução, é um período involutivo que traz o corpo de volta às condições de repouso, por meio de um relaxamento progressivo da tensão sexual (normalização da frequência cardíaca e respiratória, relaxamento muscular generalizado, etc.).

A satisfação relacionada a esta fase varia de acordo com a experiência sexual subjetiva, desde a satisfação do desejo e da sensação psíquica de bem-estar até a insatisfação.

Quais os vibradores que podem me ajudar a chegar ao orgasmo?

O vibrador é um tipo específico de brinquedo sexual, que se caracteriza por possuir um dispositivo interno que permite a vibração.

De um modo geral, quase todos os tipos de vibradores são originalmente concebidos para a masturbação feminina. 

Se bem que hoje, os aparelhos para masturbação masculina vem a cada dia crescendo mais e com mais novidades.

De toda forma, a verdade é que estes objetos multiformes também podem se tornar protagonistas em qualquer relação sexual.

Existem vários tipos de vibradores dedicados à estimulação das zonas erógenas. 

Aqui estão as categorias principais que podem te ajudar a chegar ao orgasmo:

Dica De Compra Para Comprar vibradores Melhor E Mais Barato!

Acesse a nossa loja em Apimentou.com.br e passeie pela categoria vibradores. Nós possuímos uma infinidade de vibradores de diferentes marcas, modelos, estilos, funções e tamanhos que farão você pirar com tanta novidade e possibilidade.

E o site ainda possui comparador de preços de produtos e frete de diversos lojistas de todo o Brasil, para você comprar mais barato e receber mais rápido.

E o mais legal, nós estamos online no site TODOS OS DIAS, das 11h à 0h!

Estamos sempre online para atender você e tirar todas as suas dúvidas, além de lhe ajudar a comprar o melhor produto pelo menor preço.

Não é robô que fica respondendo um monte de besteira, tirando a nossa paciência… É o nosso time de experts em produtos sensuais e eróticos para lhe dar o melhor atendimento na Apimentou!

E tudo respeitando o sigilo nas informações passadas e em sua identificação.

Basta nos chamar no chat online do site! ; )

Conclusão

A melhor forma de você conseguir atingir o clímax e ter um fabuloso orgasmo é conhecendo o seu próprio corpo. 

E isso passa para você se permitir se “tocar”, se estimular em suas áreas erógenas… principalmente, clitóris… 

Seja através das próprias mãos ou de um brinquedinho sensual… como você se sentir mais confortável e à vontade.

Mas o mais importante é você se permitir e soltar a sua imaginação. E um bom lubrificante também pode ser um grande aliado, te ajudando a encontrar mais conforto no momento de autoconhecimento e prazer.

E uma coisa posso afirma a você… uma vez que você você conheça o prazer de um bom orgasmo… nunca mais serás a mesma! ; )

Então, gostou do post de hoje nunca gozei, mas quero gozar? E se você tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser compartilhar sua experiência deixe nos comentários abaixo. A sua opinião é muito importante para nós.

Compartilhe este post em suas redes sociais. E até a próxima!

E oh, aqui no Blog da Apimentou, nós vamos tirar todas as suas dúvidas, sobre tudo relacionado as nossas vidas sexuais.

Se quer saber mais sobre um determinado tema, deixa um comentário abaixo e nós vamos providenciar para você.

E você pode ainda enviar para alguém que você queira, para ajudar a tirar dúvidas sobre o tema.

Todas as terças, quintas e sábados tem matéria nova no ar!

No blog ou no Canal da Apimentou no Youtube.

O que você achou deste post?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Ana Lúcia

Consultora e Expert Apimentou. Heavy User de Produtos Sensuais. Instagram: @apimentou.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *